Esse artigo mostra uma proposição de um ambiente balanceado, clusterizado, full profile HA, usando Apache2 e Wildfly, usando o modo domain para propósitos de gestão.

Para balanceamento e cluster, usaremos o mod_cluster sob o Apache com todas as máquinas rodando sistema operacional CentOS7. Para esse propósito usaremos quatro servidores, distribuídos em:

  • server1: 01 servidor para Apache e mod_cluster;
  • server2: 01 servidor para o domain, Wildfly;
  • server3 e server4: 02 servidores com wildfly para compor o cluster.

Seguiremos uma sequencia de comandos para a configuração dos servidores eapplications server.

Verifique em todos os servidores…

A rede está funcionando? Veja qual IP de cada máquina com “ip addr” ou “ifconfig” e tente “pingar” ou conectar com ssh. O CentOS7 por default deixa a rede desalibilitada.

server1: Instalando Apache2 HTTP

Execute o comando abaixo para a instalação do Apache2:

Após a instalação, inicie o serviço.

Acesse no browser de sua máquina se o Apache HTTP Server está no ar, só acessar pelo IP: http://<IP_SERVER1>. Se nenhuma página de testes aparecer, então provavelmente você precisa liberar a porta 80 para o HTTP Server no firewall; veja aqui como configurar.

Baixar e instalar o mod_cluster.

Depois a instalação.

Comente a linha do mod_proxy_balancer pois será usado o mod_cluster

Depois de comentada

Criar e adicionar o conteúdo do arquivo de configuração do cluster, o mod_cluster.conf.

Adicione o texto abaixo no arquivo mod_cluster.conf

Criar um usuário com senha para o mod_cluster com o singelo nome de “admin”.

Fazer uma reciclagem do Apache.

Testar novamente no browser: http://<IP_SERVER1>

Testar se o mod_cluster foi corretamente instalado e está respondendo: http://<IP_SERVER1>/mod_cluster_manager

server2, server3 e server4: Instalando e configurando Java e Wildfly

Baixar, instalar e configurar o Java

Baixar o Wildfly

Instalar Wildfly

Configurar um usuário no Linux, o wildfly

Alterar a permissão do usuário “wildfly” para administrador do Linux (cuidado!) acrescentando a linha logo abaixo.

Depois criar password e entrar como usuário “wildfly”

Configurar o Wildfly

Editar o arquivo de configuração e descomente as linhas abaixo

Configurar o Wildfly como um serviço

Iniciar o Wildfly

Veja no log se não algum erro

Parar o Wildfly

server2: configurando o Wildfly Master Domain

Configurar o Wildfly Master

Altere as linhas abaixo

Faça login como usuário “wildfly” se já não estiver

Configurar  o parâmetro jboss.bind.address.management, adicionando junto com as outras linhas de JAVA_OPTS

Configurar os nomes do domínio

De…

Para…

Criar um usuário dentro do WildFly para comunicação no modo domain, usaremos depois; siga a sequência abaixo.

Anotar o secret gerado após criar o usuáro pois será usado adiante

Criar um usuário para acessar a web console

server3 e server4: configurando o Wildfly como host-slave

Configurar o Wildfly para modo host-slave

Alterar as linhas abaixo

Adicionar as linhas de JAVA_OPTS para o domain

 

Configurar o slave

Adicionar name no <host (no server03 adicione host1, no server4 adicione host2)

Alterar o secret para o mesmo do Master Domain

Adicionar o username

Alterar o servers para: (no server03 adicionar arquitetura-1, no server04 adicionar arquitetura-2)

Conectando o Wildfly ao Apache Web Server

No Servidor server-domain-widfly edite o arquivo /opt/wildfly/domain/configuration/domain.xml. Busque pele profile <profile name=”arquitetura-full-ha”>. Dentro desse profile edite o Subsystem <subsystem xmlns=”urn:jboss:domain:modcluster:1.2″> deixando-o como abaixo:

Observe que na tag proxy-list nós colocamos os Balancer(s) / Apache Web Servers. Acesse o mod cluster manager para visualizar as instâncias conectadas nos Balancers.