Uma das principais características alardeadas pelo Google para o Android é sua plataforma aberta e baseada no Linux, facilitando aos programadores a criação de aplicativos. No entanto, Steve Jobs – executivo-chefe da Apple – fez críticas à mesma em uma teleconferência realizada nesta semana.

Andy Rubin, chefe da divisão Android, inaugurou seu perfil no Twitter em 18 de outubro com uma resposta à crítica de Jobs. Sua mensagem foi enviada em forma de uma sequência de comandos que equivalem à cópia do Android para sua máquina Linux e sua compilação na sequência, deixando-o prontinho para rodar.

Para quem ficou curioso, veja a sequência citada por Rubin:

mkdir android ; cd android ; repo init -u git://android.git.kernel.org/platform/manifest.git ; repo sync ; make